top of page

Fator chave para futuro das viagens aéreas está na sustentabilidade

02/02/2023


Notícia: Panrotas


Fator chave para futuro das viagens aéreas está na sustentabilidade (Foto: AdobeStock)

As viagens aéreas estão passando por um período de crescimento após três anos turbulentos, devido à pandemia. Espera-se que se recuperem mais forte do que nunca, com ênfase na sustentabilidade, de acordo com um relatório recente da BCD Travel. A empresa de gestão de viagens lançou a primeira parte de um relatório de duas edições detalhando o futuro das viagens aéreas.


O componente chave para o futuro das viagens aéreas está na sustentabilidade – tanto ambiental quanto financeiramente. Uma pesquisa da TMC com compradores de viagens em todo o mundo revelou que quase dois terços dos gerentes de viagens classificam as viagens ambientalmente sustentáveis como “muito” ou “extremamente importantes”. Os viajantes ecoam um sentimento semelhante.


Consumidores, governos e reguladores estão pedindo viagens aéreas mais sustentáveis, e as companhias aéreas responderam com roteiros para atingir emissões líquidas zero de carbono até 2050.


COMBUSTÍVEL DE AVIAÇÃO SUSTENTÁVEL E SEUS DESAFIOS

Muitas companhias aéreas estão investindo em combustível de aviação sustentável (SAF – sustainable aviation fuel), que oferece a solução imediata mais prática para reduzir a emissão de carbono das viagens aéreas. SAF refere-se a combustíveis renováveis ou combustíveis feitos de resíduos que atendem a certos critérios de sustentabilidade. Embora atualmente as aeronaves possam voar com até 50% de SAF combinado, a adoção total do SAF ainda está muito distante. O SAF representou menos de 0,1% do consumo total de combustível de aviação em 2020, mas as companhias aéreas estão se comprometendo a aumentar seu uso no futuro.


A BCD e a Delta Air Lines assinaram o primeiro contrato SAF para uma empresa de gestão de viagens para lidar com as emissões das viagens dos funcionários da agência. Os programas de viagens corporativas também estão explorando o SAF com um número pequeno, mas crescente, comprometido com seu uso. Divulgação Olivia Ruggles-Brise.


O SAF fornece algum alívio imediato e permite que a aviação reduza seu impacto ambiental, mas a disponibilidade e o custo associados ao SAF fazem com que as companhias aéreas busquem outras alternativas, incluindo voos híbridos-elétricos, totalmente elétricos ou movidos a hidrogênio. Embora ainda alguns anos distantes, eles podem reduzir as emissões e podem até oferecer voos livres de emissões.


EVOLUÇÃO DAS VIAGENS FERROVIÁRIAS

O trem também desempenha um papel nas viagens sustentáveis e está sendo cada vez mais considerado como uma opção para viagens mais curtas. Vários grandes mercados já possuem trens elétricos de alta velocidade, que oferecem uma maneira mais ecológica e às vezes mais rápida de viajar entre os centros das cidades – em comparação com as viagens aéreas. Usar uma combinação aérea e ferroviária é outra maneira de reduzir as emissões de carbono das viagens.


“As viagens corporativas sustentáveis andam de mãos dadas com a aviação sustentável. No entanto, lidar com as emissões de carbono geradas pela aviação, continua sendo um dos maiores desafios na busca pelo net-zero. Enquanto isso, cada viajante corporativo pode desempenhar um papel no futuro da sustentabilidade da aviação. Todos nós podemos avaliar criticamente a necessidade de cada voo realizado e buscar opções sustentáveis, como voar em aeronaves novas, selecionar rotas diretas ou viajar na cabine econômica. O futuro da aviação está nas viagens com propósito, que maximizam o valor e minimizam o impacto”, diz a vice-presidente de Sustentabilidade da BCD, Olivia Ruggles-Brise.

0 comentário
bottom of page