top of page

10 insights para a Hotelaria em 2023


17/11/2022


Notícia: Panrotas


10 insights para a Hotelaria em 2023 (foto: AdobeStock)


A Hospitality Sales & Marketing Association International (HSMAI), durante sua nona edição do Strategy Conference no Brasil, separou na programação do evento o painel ‘Visão de Negócios e Estratégias Comerciais para 2023’, no qual especialistas em Revenue Management, Distribuição, Vendas e Marketing Digital compartilharam dicas práticas para os hotéis acertarem suas estratégias conforme o orçamento do próximo ano.


10 INSIGHT PARA A HOTELARIA EM 2023, SEGUNDO HSMAI

1. Invista em um forecast mais assertivo possível para aprimorar o pensamento antecipado e precificar de forma dinâmica;

2. Comunique seu valor. Explique ao mercado por que você vale o que vale, e equilibre seu preço e valor percebido;

3. Personalize ao máximo a experiência do seu cliente;

4. Fique atento ao calendário. Em 2023, uma das grandes possibilidades de sucesso será a forma de trabalhar os feriados prolongados;

5. Crie um storytelling, do início ao fim da hospedagem, integrando ações on-line e off-line;

6. Seja coerente com as estratégias adotadas por canais de venda, considerando custo e experiência do consumidor;

7. Para fidelizar, invista em benefícios tangíveis ao cliente;

8. Treine sua equipe para que todos se entendam como vendedores, e responsáveis por garantir a recompra;

9. Siga as quatro fases da Estratégia Comercial: prever, precificar, distribuir e analisar;

10. Tenha confiança e coragem para capitalizar em um momento de alta demanda.


ESPECIALISTAS COMENTAM

“Em precificação, o ano de 2023 começará com um aumento de Diária Média, fenômeno que está ocorrendo em todos os mercados já em 2022”, alerta Daniel Feitosa, Revenue Management Specialist da Climber RMS. Na ocasião, o profissional ressaltou a análise divulgada pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) sobre o crescimento em Diária Média de 15 a 20%, de janeiro a setembro de 2022, em comparação ao mesmo período de 2019, considerando todas as regiões do Brasil e todos os segmentos, do Econômico ao Upscale. “Precisamos seguir esse crescimento com consistência”, complementa.


Ele ainda destaca a viabilidade de ter receita incremental por meio da diária média. “Para saber precificar, é preciso ter tarifas dinâmicas e pensamento antecipado.”


Ana Fusquine, VP de Hotelaria da PMWeb comenta sobre personalização das viagens, pois identifica no atual cenário uma centralização no viajante e em suas particularidades. “Quanto mais única e exclusiva a estada, maiores são as chances de fidelizar o seu público”, indica.


Na sequência, a executiva apresentou uma pesquisa realizada pela empresa Accenture, que aponta para um total de 91% de consumidores que relataram disposição para consumir produtos de marcas que ofereçam recomendações relevantes aos seus perfis. Ana defende o investimento em pesquisas e tecnologias que possibilitem entender mais os comportamentos de consumo do cliente como ações essenciais para 2023.


A atenção às estratégias direcionadas aos feriados prolongados também foi destacada pela profissional. “Os hotéis que saem na frente serão aqueles que vão relembrar sua base de clientes sobre as oportunidades e benefícios que eles terão nos muitos feriados de 2023”. Independente das ações previstas, Ana salienta a conexão humana - cada vez mais forte -, e a importância de valorizar o relacionamento entre pessoas e pessoas e marcas.


“A hotelaria brasileira ainda é muito forte no off, em que temos um excelente atendimento e conhecemos o hóspede com riqueza de detalhes, mas no universo on-line ainda há muito a ser amadurecido. A hiperpersonalização da experiência, partindo da consideração online até o momento do check-out, com uma abordagem fluida e integrada em todos os contatos com o cliente é uma forma de construirmos esse storytelling, amarrando as pontas entre os diversos ambientes e pontos de contato em que o hóspede pode ter algum tipo de relacionamento com os hotéis”, finaliza Ana.


Marcus Simões, da HotelBeds, prevê demanda e projeções positivas para 2023, com crescimento expressivo sobre o mesmo período de 2022. “Acredito em um aumento no comportamento de compra com maior antecedência, porém, com uma maior fatia ainda comprando entre três e oito semanas”, analisa.


Ricardo Souza, Senior Business Development Manager | Team Lead Latam da OTA Insight, destacou a confiança e coragem para capitalizar momentos de alta demanda. Para o executivo, a distribuição tem que ser feita com coerência. “Não podemos esquecer que a fidelização passa por benefícios tangíveis e experiências. Precisamos manter o equilíbrio entre preço e valor percebido, além da atenção à concorrência indireta”, ressalta.

0 comentário

Opmerkingen


bottom of page