Royal Caribbean amplia validade do programa de flexibilização

24/11/2020


A política que se aplicava a reservas de cruzeiros existentes e novas realizadas até 30 de novembro de 2020, agora foi estendida até 31 de janeiro de 2021
A política que se aplicava a reservas de cruzeiros existentes e novas realizadas até 30 de novembro de 2020, agora foi estendida até 31 de janeiro de 2021 (Foto: Pixabay/Carllichao)

O Grupo Royal Caribbean anunciou a extensão do programa "Navegue com confiança", que flexibiliza a política de vendas para viagens até maio de 2022. A partir da ação, para reservas novas e existentes criadas até 31 de janeiro de 2021, os hóspedes têm a flexibilidade de remarcar seu cruzeiro até 48 horas antes da partida e/ou receber um crédito para cruzeiro futuro de 100% do valor pago até abril de 2022. A empresa argumenta que, com a ampliação do programa, dá continuidade a um movimento de proteção da tarifa/promoção original selecionando uma viagem no ano seguinte, para navegar dentro de quatro semanas antes ou quatro semanas após a data original da reserva. Segundo as regras do programa, a saída deve ter o mesmo tipo de itinerário, classe de navio, duração do cruzeiro e categoria da cabine. E somente hóspedes originalmente reservados em saídas de "Datas Comemorativas" (Natal e Réveillon) poderão alterar para essas saídas no ano seguinte. A decisão de reagendar a reserva pode ser tomada apenas uma vez, deve ser efetuada até 31/01/2021 e está sujeita a confirmação. A companhia ainda esclarece que, em ocasiões em que o cancelamento é necessário, o cliente receberá uma Carta de Crédito para Cruzeiro Futuro no valor total da tarifa (exceto taxas de serviços e taxas portuárias). O crédito será válido até 31 de dezembro de 2021 ou até 12 meses após o cancelamento da saída original (o que for mais longo) e poderá ser usado para qualquer saída até abril de 2022. A política que se aplicava a reservas de cruzeiros existentes e novas realizadas até 30 de novembro de 2020, agora foi estendida até 31 de janeiro de 2021.


Fonte: Panrotas

0 comentário