top of page

Priorize a saúde mental e o bem-estar do viajante

Garanta que seus viajantes sejam mais produtivos. Priorize experiências de viagem mais positivas e sem estresse.



Não é nenhum segredo que grande parte do mundo está vivendo em um estado de estresse. De acordo com um relatório da Ipsos do final de 2023, 62% dos entrevistados disseram que sua vida cotidiana foi interrompida devido ao estresse ao longo do ano anterior. Quase 40% disseram que tiveram que tirar folga do trabalho e quase 30% disseram que estavam "incapazes de lidar por causa do estresse".


Para muitos empresários, uma das fontes desse estresse são, infelizmente, as viagens de negócios. De acordo com um artigo da Fortune publicado em 2023, apenas cerca de um terço dos viajantes estão felizes por voltar aos níveis de viagem pós-pandemia.


O artigo mostra que aqueles que não estão felizes por voltar a viajar relatam sentir-se não apenas estressados, mas também "exaustos", " com saudades de casa" e "ansiosos". Esses sentimentos foram atribuídos a preocupações como saúde e bem-estar, segurança pessoal e a turbulência geral da indústria de viagens nos últimos anos. Infelizmente, muitos desses mesmos viajantes também disseram que não sentiam que seus empregadores estavam do lado deles quando se tratava de criar uma experiência de viagem positiva.


O Gestor de Viagens tem o dever de cuidar com seus viajantes e carrega a responsabilidade de ajudá-los a se manterem seguros durante as viagens. No entanto, ele também tem o papel de garantir que a viagem não se torne uma fonte de estresse ou ansiedade.


Seus viajantes de negócios não estão tendo a experiência sem estresse que você gostaria que tivessem? Aqui estão algumas ideias para mudar esse cenário:


Considere as preferências de seus viajantes e seja flexível



Situações diferentes são estressantes para pessoas diferentes, e aliviar esse estresse será igualmente diferente. Em vez de fazer uma mudança geral em sua política de viagens, considere as preferências de seus viajantes. Veja onde você pode tornar sua política mais flexível para atender a diferentes necessidades.


Por exemplo, alguns podem achar estressante apressar o processo de viagem e encaixar muitas viagens e reuniões em um único dia ou poucos dias. Para esses viajantes, pode fazer sentido permitir que fiquem mais tempo em um destino. Eles podem até mesmo fazer uma viagem de lazer, conhecido como "bleisure". Com alguns dias livres antes e depois do dia de trabalho deles, eles têm tempo para se estabelecer e se adaptar antes do trabalho começar.


Por outro lado, alguns podem achar que estar longe de casa e da família é a parte mais estressante da viagem de negócios. Para esses viajantes, você pode permitir que encurtem a viagem. Torne-a rápida e conveniente, para que possam voltar para suas vidas pessoais mais cedo.


A chave é ser flexível. Foi algo que vimos com o surgimento do trabalho remoto e híbrido durante e após a pandemia de Covid-19. A gerência tentou navegar nas necessidades e desejos em mudança dos funcionários. Para alguns, estar no escritório o tempo todo era melhor. Outros precisavam de uma abordagem híbrida, enquanto outros preferiam ser 100% remotos. As equipes com maior sucesso em gerenciar essas diferenças, no entanto, foram aquelas que mostraram flexibilidade em atender os funcionários onde estavam.


Incentive o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal



Uma razão pela qual a viagem de negócios pode parecer particularmente estressante para seus viajantes? Talvez não seja a viagem em si que os esteja estressando. Talvez seja o simples fato de que eles estão trabalhando o tempo todo. Nesses casos, realizar uma viagem sem estresse pode ser tão simples quanto promover e incentivar o uso de folgas ou limitar as horas de trabalho.


Muitas organizações têm tido grande sucesso instituindo uma semana de trabalho de quatro dias, com 32 horas. O Health.com relatou sobre os benefícios físicos e mentais da semana de trabalho de quatro dias. Descobriu-se que quase 40% dos funcionários que trabalhavam quatro dias por semana experimentavam uma redução no estresse. Mais da metade relatou uma redução nas emoções negativas em geral, incluindo ansiedade. Os efeitos da semana de trabalho de quatro dias sobre o estresse, observou ainda a publicação, foram muito, muito mais substanciais do que o que foi observado em esforços como planejar educação em saúde mental no local de trabalho ou trazer yoga para o escritório.


Da mesma forma, vários estudos descobriram que os funcionários usam regularmente suas folgas para ajudar a aliviar o estresse. Dito isso, outros estudos mostram que esses benefícios de alívio do estresse são quase inúteis se os funcionários pós-férias voltarem a um ambiente de trabalho tóxico.


Por esse motivo, enquanto você incentiva um equilíbrio entre trabalho e vida pessoal para promover uma viagem sem estresse, também garanta que não haja problemas subjacentes causadores de estresse dentro de sua organização.


Facilite o processo de viagem

Se seu processo de viagem é difícil, viagens sem estresse simplesmente não vão acontecer. Desde o início de uma reserva até a elaboração de um itinerário, a realização da viagem e o relatório de despesas, se todo o processo for apenas uma grande dor de cabeça com muitos obstáculos a serem superados, seus viajantes de negócios não ficarão nada satisfeitos com sua experiência.


Analise suas políticas e processos de viagem. Veja onde você pode tornar a experiência mais fácil, mais fluida e conveniente para o viajante.


Um viajante sem estresse é um viajante mais produtivo

É de bom senso que se seus viajantes estiverem estressados e ansiosos durante a viagem, eles não terão o melhor desempenhando. Certifique-se de estar obtendo o maior ROI possível em cada viagem de negócios, garantindo uma experiência mais tranquila para cada membro de sua equipe. Fonte: JTB Business Travel


Precisa de ajuda para otimizar seu programa de viagens?

Entre em contato conosco para mais informações: contato@quicklytravel.com.br

0 comentário

Comentários


bottom of page