top of page

Passagens aéreas da China mostram potencial para retomada global

29/03/2021

As passagens aéreas na China estão se recuperando para os níveis pré-pandêmicos, enquanto os turistas domésticos lideram uma recuperação irregular de viagens aéreas, segundo informações da Reuters.

Recuperação das passagens aéreas da China mostram potencial para retomada global (Foto: Wikicommons)

Com os mercados internacionais como a Europa ainda em bloqueio parcial, a atenção da indústria do Turismo global está voltada para os novos padrões de viagens da China, que está colocando o vírus sob controle. O mercado doméstico chinês ultrapassou silenciosamente o dos EUA em tamanho durante a pandemia, mas vários surtos de coronavírus antes do Ano Novo Lunar do mês passado interromperam a recuperação e podem levar a perdas no primeiro trimestre.


Agora, com os testes temporários e restrições de quarentena mais uma vez suspensas, os preços médios de um bilhete na classe econômica durante o festival Qingming de 3 a 5 de abril, por exemplo, se recuperaram para 96% dos níveis de 2019, de acordo com dados da Ctrip. Já as tarifas aéreas para viagens durante o feriado do Dia do Trabalho no início de maio aumentaram 11% em comparação com os níveis do ano retrasado.


No ano passado, a capacidade doméstica chinesa aumentou mais rapidamente do que a demanda, reduzindo as tarifas aéreas, uma vez que as companhias procuraram ocupar o maior número possível de assentos. Um retorno ao crescimento das tarifas é visto como uma etapa final na recuperação.


Ainda segundo a publicação, há sinais de que os Estados Unidos está seguindo uma trajetória semelhante de meses atrás da China, à medida que as taxas de vacinação aumentam, o número de casos cai e as transportadoras adicionam mais voos.


As tarifas domésticas médias de ida e volta nos EUA de maio a agosto permanecem até 20% abaixo dos níveis de 2019, mas estão 36% acima de 2020. A Europa, no entanto, está se preparando para um segundo verão perdido, em parte devido a uma implementação limitada da vacina e uma forte dependência do tráfego transfronteiriço.

*Fonte: Reuters

conteúdo original: https://reut.rs/3czjPuK

Fonte: Panrotas

0 comentário

Comments


bottom of page