O que fazer no Japão durante a primavera?

Quando? Março, abril e maio

Temperatura média: 16º a 20ºC


Associada à alegria e ao clima de renovação, a primavera (Haru) é a estação mais aguardada do ano pelos japoneses, que anseiam por temperaturas mais amenas após um rigoroso inverno. O período também é muito apreciado pelos turistas, que esperam ansiosamente para contemplar um dos mais belos espetáculos da terra – a florada das cerejeiras (Hanami), que normalmente acontece entre os meses de maio e abril.


O desabrochar da Sakura, - nome dado à flor da cerejeira em japonês - é um espetáculo de curta duração (cerca de duas semanas) que representa o fim de um ciclo e o começo de um novo. Tal fato, aliás, marca o início do ano letivo, fiscal e até mesmo a estreia dos recém formados no mercado de trabalho. O nome da flor em japonês (Sakura) significa beleza feminina, simbolizando o amor, a felicidade, renovação e esperança.


Sakura (Foto: ©JNTO)

São mais de 100 espécies de sakuras, podendo ter tonalidades diferentes como rosa claro, branco, rosa escuro, amarelo ou verde. As flores de sakura mais comuns no Japão são da espécie Somei Yoshino que possuem 5 pétalas e variam entre cores brancas e rosa claro. Porém também é possível encontrar sakuras especiais com várias camadas de pétalas e cores rosa claro e escuro, chamadas de Yaezakura. Por possuir mais camadas de pétalas, essa espécie é conhecida como um símbolo de força.


Leia também sobre o que fazer nas outras estações do ano:

- Natsu (Verão): Junho, julho e agosto

- Aki (Outono): Setembro, outubro e novembro

- Fuyu (Inverno): Dezembro, janeiro e fevereiro


Tokyo Tower (Foto: Divulgação)

Pelo falo do sul do Japão possuir um clima mais quente, a florada das cerejeiras começa por lá, nas cidades de Nagasaki e Kagoshima, e vai subindo até o norte entre o fim de março e o comecinho de abril. Apesar da ilha de Okinawa não ser famosa para contemplar as sakuras, as flores já começam a aparecer em janeiro por conta de seu clima quente. Em cidades como Tóquio, Osaka e Kanazawa, que ficam mais ao centro do Japão, as flores começam a aparecer em meados de março, porém o pico é em abril. Já em Sapporo e Aomori, áreas mais frias localizadas no norte do país, a florada das cerejeiras acontece em meados de abril. Apesar dessas projeções, o desabrochar das sakuras não possui uma data definida, podendo ser mais tarde ou mais cedo. Tudo irá depender de como o clima está, quanto mais quente mais cedo será a floração naquele ano.



O hanami também é muito comemorado na primavera japonesa, seja de dia ou de noite, é celebrado de diferentes formas, inclusive por japoneses engravatados, com uma dura rotina de trabalho. O termo "hanami" pode ser divido em duas partes onde "hana" significa flor e "mi" significa ver, ou seja, é o nome dado ao costume de ver as flores, que no caso seria o ato de contemplar a florada das sakuras. Ao longo dos parques é bastante comum ver japoneses e turistas se deliciando com apetitosos piqueniques sob esteiras e tapetes enquanto as flores voam ao sinal do vento.


Piquenique no Parque Yoyogi em Tóquio (Foto: ©JNTO/Divulgação)

Além dos piqueniques nos parques, os japoneses e turistas também vão para os famosos pontos turísticos para apreciar o desabrochar das sakuras, como é o caso do parque Arakurayama Sengen na prefeitura de Yamanashi. O parque fica próximo a Tóquio (aproximadamente 2 horas e meia de trem) e possui uma vista espetacular da estrutura de um templo japonês de 5 andares e do Monte Fuji. A vista por si só com esses dois elementos icônicos já é bonita e as flores de sakura deixam a paisagem ainda mais deslumbrante.


Parque Arakurayama Sengen (Foto: DIvulgação)

Os castelos japoneses também são uma boa opção para apreciar as sakuras, já que as flores rosas fazem um contraste com a estrutura antiga dos castelos. Algumas opções para conhecer são: Castelo de Osaka, Castelo Kanazawa, Castelo Himeji e o Castelo de Toyama. Este último também chamado de Castelo Azumi, está rodeado de flores de sakura e fica próximo ao rio Matsukawa, em que a margem do rio é repleta de árvores de sakura, sendo possível observar as flores com uma caminhada ou durante um passeio de barco.


Parque Chidorigafuchi

Não pense que a primavera japonesa se baseia apenas em sakuras... Você pode ver outros tipo de flores nessa época como as glicínias, um tipo de trepadeira com folhas grandes, finas e com flores de tons de roxo, que são penduradas para baixo. As glicínias podem ser vistas no Parque das Flores de Ashikaga, na prefeitura de Tochigi, que está localizado a aproximadamente 2 horas de Tóquio de trem. Do final de março até final de abril o parque recebe o Festival de Flores da Primavera, em que há uma exibição de diferentes tipos de flores e no período da noite essas flores ficam com uma iluminação especial.


Glicínias no Parque das Flores de Ashikaga, em Tochigi (Foto: Divulgação)

As comidinhas, a propósito, combinam muito bem com o costume de comer ao livre, aproveitando a natureza. Iguarias feitas a base de sakura também são muito comuns como bolos, pudins, cookies, mochi (bolinho de arroz) e bebidas. O bentô, refeição colocada em uma caixa (como se fosse uma marmita), é muito consumido pelos japoneses e perfeito para o hanami. Pode ser feito em casa e lavar para a rua ou ser comprado nas lojas de conveniência e supermercados. O bentô pode conter onigiri (bolinho de arroz), makizushi (sushi enrolado), tamagoyaki (omelete em estilo japonês), karaage (frango frito), tempura (vegetais empanados), entre outros. Na parte dos doces podemos dar destaque para o ichigo-daifuku, (bolinho de arroz com pasta doce de feijão azuki e morango), dango (3 bolinhas feitas de farinha de arroz colocadas em um espeto de bambu) e o sakura mochi (mochi tradicional com sabor de sakura).



Uma vez no destino, não deixe de visitar outras regiões além de Tóquio, como Hakone, Kyoto, Osaka e Kanazawa. Para saber mais sobre a região de Kanazawa, clique aqui.


Confira o que fazer nas outras estações do ano:

- Natsu (Verão): Junho, julho e agosto

- Aki (Outono): Setembro, outubro e novembro

- Fuyu (Inverno): Dezembro, janeiro e fevereiro


Para saber mais sobre os pacotes comercializados pela Quickly Travel, uma das três sub-distribuidoras oficiais da Match Hospitality AG para a revenda autorizada de ingressos dos Jogos Olímpicos de 2021 a residentes no Brasil, clique aqui ou com um dos nossos representantes pelo telefone (11) 2938-4200 ou pelo e-mail tokyo@quicklytravel.com.br.

9 comentários

Quickly Travel

Matriz São Paulo
Av. Paulista, Nº 37- 2º Andar 
Paraíso - 01311-000
São Paulo - SP
Telefone: +55 (11) 2198-8588
quickly@quicklytravel.com.br

Filial Rio de Janeiro
Praia de Botafogo, Nº 228 (Edifício Argentina)
16º Andar – Sala 1620
Botafogo - 22250-906
Rio de Janeiro - RJ
Celular: +55 (21) 99044-0364
rio@quicklytravel.com.br

Concierge

Matriz São Paulo
Av. Paulista, Nº 37- 2º Andar 
Paraíso - 01311-000
São Paulo - SP
Telefone: +55 (11) 2198-8588
concierge@quickly-group.com.br

Filial Manaus
Rua: Belo Horizonte, Nº  19
Sala 612
Adrianópolis - 69057-060
Manaus - AM
Telefone: +55 (92) 99498-3987
concierge@quickly-group.com.br

Siga-nos!

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branca ícone do YouTube
  • Branco Twitter Ícone