top of page

Japão e Suíça são as melhores marcas de destinos em 2020

27/01/2021

O Japão ocupa a primeira posição do ranking pela terceira vez (Foto: unsplash)

O ranking Country Brand Index (CBI) de 2020, realizado pela empresa FutureBrand, classificou o Japão, a Suíça e a Noruega como os destinos que possuem as marcas mais fortes no exterior. Em seguida, aparecem no ranking Alemanha, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia. Já o Brasil ocupa o 57º lugar entre 75 países analisados, registrando queda de dez posições em relação ao ano anterior.


A pesquisa, que busca avaliar a confiança e reputação de cada país no exterior, considerou fatores como qualidade de vida, Turismo, cultura, potencial de negócios, liberdade política, tolerância, liberdade de expressão e consciência ambiental. Para criar o ranking de 2020, a empresa avaliou ainda a resiliência de cada país, ou seja, a capacidade de lidar com contratempos e superar as dificuldades em tempos de pandemia.


Em relação ao ranking de 2019, Angola (32º), Argélia (34º), Porto Rico (37º) e Bangladesh (46º) foram os países que tiveram os maiores crescimentos no que se refere à força da marca, subindo 37, 26, 25, 21 e 17 posições no ranking, respectivamente. Por outro lado, os países com as maiores quedas foram Peru (65º), Índia (67º), Argentina (60º), Romênia (62º) e Hungria (56º), caindo 28, 26, 24, 20 e 18 posições, respectivamente. Além disso, Costa Rica e Sudão foram excluídos dessa edição, e Gana e Bulgária entraram para a lista, alcançando as 36ª e 53ª posições, respectivamente.


Na análise por cidade, Nova York se manteve na primeira posição como a mais influente do mundo, apesar da queda expressiva de visitantes devido à pandemia de covid-19. Já Londres, que também vivenciou um colapso no Turismo, ficou em quarto lugar no ranking. Enquanto isso, Pequim e Washington subiram uma posição, alcançando o segundo e o terceiro lugar, respectivamente. Para completar o top 5, Tóquio aparece em quinto lugar após subir duas posições em relação ao ranking de 2019.


Fonte: Panrotas

0 comentário
bottom of page