top of page

Carnaval atrai 2,7 milhões de foliões e injeta 2 bilhões na economia

22/02/2023


Notícia: Mercado&Eventos


Carnaval atrai 2,7 milhões de foliões e injeta 2 bilhões na economia (foto: AdobeStock)

Após um hiato de dois anos, em decorrência da Covid-19, o carnaval do Recife voltou neste 2023. Entre os dias 17 a 21 de de fevereiro a cidade registrou 2,8 mil apresentações em 44 polos na cidade com mais de 1 mil horas de música, durante os cinco dias de festa, para 2,7 milhões de foliões. A média diária foi de 300 mil pessoas no principal polo da cidade, o Marco Zero, no Bairro do

Recife.


"O Carnaval do Recife 2023 veio para marcar na história da nossa cidade. A festa está linda, a programação pelos 44 polos enaltece a nossa cultura e leva mais do que lazer para os foliões: leva momentos inesquecíveis. A gente sabe que, depois de dois anos, a festa tinha que ser grandiosa e estamos superando todas as expectativas, fomentando a nossa cultura e o nosso turismo, levando o nome da nossa cidade para o mundo todo conhecer", destacou Cacau de Paula, secretária de Turismo e Lazer do Recife, ao Mercado & Eventos.

Toda essa energia pulsante injetou mais de R$ 2 bilhões na economia da capital pernambucana, gerando cerca de 50 mil postos de trabalho temporários. Somente no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes - Gilberto Freyre, o fluxo de passageiros este mês foi de 420 mil pessoas, segundo dados coletados pelo Observatório do Turismo do Recife (OTREC).


Para o período carnavalesco, as principais companhias aéreas como Azul, Gol e Latam incrementaram a oferta de voos, injetando 100 voos extras para atender a demanda, além dos 1.750 voos regulares. Atualmente, Recife realiza conexões diretas com 26 estados, sendo 44 voos diretos nacionais e 4 diretos internacionais.

A ocupação hoteleira na cidade, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Pernambuco (ABIH-PE) é de 96,12%. É importante destacar que, neste Carnaval 2023, a permanência média passou para 5 noites, ultrapassando o dado anterior, que era de 4 noites.


Os turistas que ficaram hospedados nos principais 30 hotéis da cidade foram apresentados ao Carnaval, com a Blitz da Folia. Na ocasião, personagens invadiram o café da manhã e alcançaram cerca de 10 mil pessoas, além dos outros 15 mil que foram surpreendidos nos shoppings centers. Os Centros de Atendimento ao Turista (Aeroporto, TIP, Praça do Arsenal; Pracinha de Boa Viagem e Ambiental/2° Jardim de Boa Viagem) e o Centro de Informações na Central do Carnaval atenderam mais de 2 mil pessoas. Dos atendimentos, mais de 1,6 mil foram demandas nacionais e mais de 300 internacionais.


Avaliação

Sabendo do quanto o evento este ano seria emblemático, a Secretaria de Turismo e Lazer do Recife encomendou uma pesquisa de satisfação para avaliar a sensação de quem vivenciou a folia recifense. Dos entrevistados, 96% afirmam que pretendem voltar para brincar o Carnaval do Recife; 97,7% informaram que recomendam a festa e cerca de 50% disseram que a festa recifense superou e/ou atendeu às expectativas.

A Central do Carnaval, espaço de apoio ao folião, contou com Arena de Serviços, Gastronômica e de Artesanato. Por lá passaram cerca de 611 mil pessoas, 30% a mais em comparação ao carnaval de 2020. O faturamento da Central do Carnaval foi de R$ 2,8 milhões. Um dos serviços bastante procurados da Central do Carnaval é o Achados e Perdidos


Este ano, foram recolhidos 575 documentos e objetos. Os itens ficarão disponíveis na Secretaria de Turismo e Lazer do Recife, localizada no 7° andar, do edifício sede da Prefeitura do Recife, desta quinta-feira (23) a 23 de março, das 8h às 17h. O telefone para contato é o 3355-8598. Após essa data, serão enviados para a agência central dos Correios. Ao longo dos cinco dias, 15 mil veículos utilizaram as vagas disponíveis nos edifícios da Prefeitura do Recife, Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e o Tribunal Regional Federal (TRF).


Programação

Na programação, 98% da grade foi com artistas locais, 1.644 apresentações da Cultura Popular (aproximadamente 60%), 340 apresentações de orquestras de frevo e mais de 500 apresentações de bois de carnaval, caboclinhos, afoxés, maracatus e outras manifestações culturais.


Entre concursos carnavalescos, acertos de marcha, Terças Negras e variadas programações, as mais de 50 prévias ferveram a cidade desde janeiro até última quinta-feira, quando afoxés e maracatus protagonizaram, desfilando fé e festa, o Ubuntu e o Tumaraca, encerrando o aquecimento para a festa no Recife Antigo, que já fervia. Também na quinta, o galo mais bonito em linha reta do mundo levantou na ponte Duarte Coelho, evocando a ancestralidade negra do povo, da cultura e do Carnaval do Recife. Silenciando todos os memes e caindo nas graças da cidade inteira, o galo mais unânime de todos os Carnavais teve a assinatura do artista Leopoldo Nóbrega.

Outro gigante que roubou a cena neste Carnaval foi o palco do Marco Zero, o maior que já emoldurou as apresentações no coração da folia. Com 70 metros de largura e 43 de profundidade, a estrutura, digna do maior carnaval de rua do país, ganhou molduras de led, onde cores, fotos e formas conversaram com as atrações e programações, garantindo outras camadas de sentido e beleza à festa.


Novidades

A contou com novos palcos, como o Novo Cais, no Armazém do Campo, e o palco infantil na Rua da Aurora, garantindo grandes alegrias para pequenos foliões. Os brincantes da cultura popular fizeram também um Carnaval, como o cortejo De Palco a Palco, que desfilou as cores belezas e histórias das agremiações pelas ruas do centro. A festa também foi marcada pela confirmação da força de tradições como a Noite dos Tambores Silenciosos.

Na Rua João Lira, o Carnaval do Recife desfilou outra mudança importante: o novo polo do concurso de agremiações, que atraiu público recorde para conferir os desfiles das mais variadas agremiações, entre escolas de samba, clubes de frevo e maracatus. O concurso, que contou com 206 agremiações, terá seus resultados divulgados nesta quinta-feira (23), na concorrida e emocionada apuracão, realizada no Pátio de São Pedro, na Casa 10, a partir das 10h.

Estrutura

A Secretaria de Saúde do Recife montou um esquema especial para atendimentos de urgência, serviços de prevenção a doenças e orientações à população ao longo do Carnaval deste ano. Foram mais de 2 mil profissionais escalados para garantir assistência aos foliões, 36 ambulâncias e 40 moto-ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e 13 unidades de saúde que atenderam diversas especialidades. O Samu realizou 696 atendimentos no Galo da Madrugada e no posto fixo instalado na Avenida Alfredo Lisboa, no Bairro do Recife - uma redução de 33% em relação ao último Carnaval, que foram 1.041 atendimentos.

Nas 13 unidades de saúde espalhadas na cidade foram realizados 3.668 atendimentos, com destaque para as especialidades de clínico geral e pediatria. Desse total, 3.518 pacientes foram atendidos nos Serviços de Pronto Atendimento (SPA) e apenas 153 precisaram de transferência para outras Unidades da Rede Estadual - uma resolutividade de 95,7%.

Cerca de 160 agentes redutores de danos distribuíram 40 mil garrafas plásticas para substituir as de vidro, além de 14 mil materiais educativos sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). No Carnaval, foram realizados 4.116 testes para HIV, Sífilis e Hepatites

A "Estação Bem-Estar", grande novidade da Sesau no Carnaval desse ano, realizou 955 atendimentos nos trabalhadores formais e informais que atuaram nos festejos, entre auriculoterapia, ventosaterapia, massagem e reflexologia podal.


Manutenção pública

Garantindo um esquema de limpeza urbana e contando com o descarte consciente do lixo por parte dos foliões, a Prefeitura do Recife recolheu 417,94 toneladas de lixo, sendo 399,19 toneladas de resíduos sólidos e 16,46 toneladas de materiais recicláveis.


Foram mobilizados 1.200 trabalhadores nos cinco dias de festa, implantados 70 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) distribuídos em todos os polos, dez caminhões-pipa e 18 compactadores de lixo utilizados para ajudar a limpar a cidade. Para proteger os patrimônios públicos. foram implantados 12.441 m2 de tapumes em toda a cidade.

No bairro do Recife, a Secretaria Executiva de Controle Urbano mobilizou 450 servidores durante o Carnaval, que realizaram mais de 14 mil abordagens de rotina para fiscalização do comércio nas 20 barreiras de acesso à ilha. Para abrilhantar a festa, foram licenciados 1 348 blocos e camarotes, que animaram a festa dos foliões.


Segurança e prevenção

A Secretaria da Mulher promoveu 22 mil abordagens preventivas durante o Carnaval, distribuindo 50 mil exemplares do manual "Como não ser um Babaca no Carnaval". Além disso, 30 mil leques com informações em português e 15 mil inglês foram entregues, além de 10 mil adesivos. No período, o Centro de Referência Clarice Lispector realizou 12 atendimentos presenciais, 29 pelo canal via WhatsApp e 12 através do serviço "Liga Mulher". Na Central do Carnaval, a Central da Mulher recebeu a visita de 221 pessoas para receber informações.


A "Operação Carnaval na Paz® coordenada pela Guarda Civil Municipal do Recife (GCMR), em apoio às forças de segurança da Secretaria de Defesa Social (SDS), contou com o efetivo de 3.494 agentes, sendo 218 coordenadores e 3.276 agentes de seguranças, devidamente equipados e distribuídos ao longo de toda a programação. Também estiveram à disposição da Guarda Municipal 60 viaturas e quatro motocicletas ativadas em caráter extraordinário. A Operação também contou com 45 câmeras na ilha do bairro do

Recife para monitoramento, incluindo os principais acessos como as pontes do Recife e no foco da festa. Os polos descentralizados e comunitários contaram com efetivo fixo e/ou rondas itinerantes para apoio aos foliões.

Acolhimento

Em uma ação inédita, catadores e autônomos puderam trabalhar com tranquilidade nos dias do Carnaval do Recife, ao saberem que seus filhos estariam em segurança na Casa do Pequeno Folião, em horário integral. O espaço funcionou na Escola Municipal Nossa Senhora do Pilar e acolheu 43 crianças entre O até 6 anos de idade. No local, as crianças puderam dormir, fazer refeições e lanches além de participar de atividades recreativas e lúdicas. Além dessa Casa, três Espaços de Proteção também funcionaram para proteger 247 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade ou de trabalho infantil no Polo Arsenal, no bairro de Santo

Antônio e no Polo Ibura de Baixo.


Na Central do Carnaval foi realizado o empulseiramento de 11.541 crianças com o objetivo de garantir a segurança, caso se perdessem, pois estariam identificadas para serem levadas de volta aos pais ou responsáveis. A pulseira continha informações dos nomes e os contatos dos responsáveis pelas crianças.

A Central de Direitos Humanos e Acessibilidade foi visitada por cerca de 200 foliões, que receberam atendimento acessível com intérpretes de libras, programação em braile para consulta e voluntários treinados em acessibilidade. Já no Camarote da Acessibilidade do Galo da Madrugada, mais de mil pessoas se inscreveram por meio do Conecta Recife. E no Sábado de Zé Pereira, o espaço inclusivo montado no Pátio do Carmo, na Avenida Dantas Barreto, recebeu 400 foliões, entre pessoas com deficiência e seus acompanhantes.


O palco do Marco Zero contou com tradução em Libras e Audiodescrição. Além dos intérpretes de libras e equipamentos de audiodescrição, a pessoa com deficiência que foi prestigiar os shows no Marco Zero contou com um espaço acessível em frente ao palco, o frontstage, para curtir a folia juntamente com seus respectivos acompanhantes. Além do Marco Zero, todos os demais palcos do Carnaval do Recife 2023 contaram com espaço acessível para receber foliões com deficiência.


Mobilidade

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) preparou uma grande operação para garantir a segurança viária dos foliões. No total, a operação contou com um efetivo diário de 400 profissionais, entre agentes e orientadores de trânsito.

Entre os serviços oferecidos estiveram o Expresso da Folia, a circulação especial para transporte por aplicativo, a implantação de três pontos de táxis especiais, os corredores exclusivos para ônibus e o Convênio Táxi Metropolitano. O Expresso da Folia finalizou a sua operação com 86% de satisfação dos usuários e 33.676 foliões transportados. O serviço iniciou a sua operação durante o Sábado de

Zé Pereira (18), com saída dos shoppings RioMar, Plaza, Recife e Tacaruna.


A população também contou com os serviços dos táxis oriundos de outros oito municípios que assinaram o convênio Táxi

Metropolitano. Dessa forma, a frota desses municípios foi somada aos táxis cadastrados no Recife, havendo um reforço de cerca de 50% nos táxis disponíveis. A expectativa da CTTU é que o trânsito do Recife volte à normalidade com todas as vias liberadas para a passagem de veículos ainda nesta quarta-feira, exceto o Cais da Alfândega, onde está montado o palco utilizado no festival Rec-Beat, cuja previsão de desmontagem ainda não foi repassada.


Transmissão ao vivo No primeiro ano de transmissão do Carnaval do Recife, a TV Conecta Recife registrou picos de audiência nos seus perfis oficiais. Somente na última noite de festa, no show de João Gomes, a transmissão pelo Kwai atingiu mais de 3 milhões de pessoas assistindo.Com um equipe de 30 pessoas, o trabalho realizado pelos profissionais foi assistido por mais de 30 países. No YouTube, a TV pontuou mais de 200 mil visualizações e picos de audiência chegando a 3 mil pessoas simultaneamente ligadas no canal. No Kwai o alcance da exibição de tudo o que aconteceu em cima do palco e dos bastidores atraiu novos seguidores chegando a 350.9k.


A estrutura de ponta montada permitiu que os canais de comunicação local e nacional fizessem o uso livre das imagens geradas.

Com oito câmeras espalhadas estrategicamente no Marco Zero, além das imagens aéreas feitas de drone que sobrevoou a praça todas as noitrs, os intervalos também foram usados nas transmissões.


Ao todo foram exibidas 33 reportagens sobre o Carnaval, incluindo informações culturais e as de serviços prestados pela Prefeitura. Até a Terça-feira Gorda passaram pelo estúdio montado no backstage do Marco Zero artistas como João Gomes, Nando Reis, Lenine

Maestro Forró, Sorriso Maroto, Gerlane Lopes, Maestro Spok, Getúlio Cavalcanti, Luíza Pérola, Melim, entre tantos outros nomes que são expoentes da música nacional e local.


Uma equipe de peso do Procon Recife esteve presente na Central do Carnaval do dia 15 ao 21, com estande na Central do Carnaval.Mais de 270 atendimentos foram registrados pelos servidores. Desde a abertura da Central do Carnaval, o Click Recentro, espaço instagramável com a temática do Carnaval, realizou 3.074 clicks de foliões para guardar na lembrança do maior e melhor Carnaval dos últimos tempos. Mobiliário urbano inteligente e espaço de convivência que alta tecnologia, conforto e sustentabilidade, o Smartlet situado na Praça do Centro de Artesanato - um dos projetos de tecnologia incubados dentro do E.l.TA! Labs - contabilizou mais de

5.300 pessoas utilizando o espaço, com conexão livre de wi-fi de qualidade.

Sustentabilidade

Para o Carnaval 2023, a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade havia emitido 296 alvarás de autorização sonora para os blocos de Carnaval. Ao longo dos festejos, a SMAS promoveu ações de fiscalização de controle sonoro entre os dias 14 e 26 de fevereiro. Até o dia 21 de fevereiro foram realizadas fiscalizações em 39 blocos em 17 bairros do Recife. No período, a SMAS recebeu sete denúncias relativas a blocos de carnavais e quatro autos de infrações foram lavrados por falta de alvará e/ou descumprimento de condicionantes do Alvará para uso de equipamento sonoro.


Apoio de grandes marcas

O Carnaval do Recife é um grande evento multicultural e com presença marcante de manifestações populares. Para a sua realização, a Prefeitura do Recife mobilizou parcerias junto à iniciativa privada e captou mais de R$ 8 milhões, viabilizados por meio de quatro editais para captação de cotas de patrocínios. Os parceiros são AMBEV, Sports Entretenimento e Produção de Eventos, TIM e CVC.

0 comentário
bottom of page